Aprenda quais são as 8 áreas com forte crescimento na carreira jurídica

O ano começa com boas expectativas para quem pretende ingressar ou já está na carreira jurídica. Isso porque, com a Reforma Trabalhista, em 2017, trouxe consigo a necessidade de profissionais especialistas no assunto.

A proximidade da Reforma da Previdência também colabora para que advogados especializados nesses temas sejam bastante solicitados a partir desse ano. Por esta razão, algumas pesquisas , como da Revista Exame, foram realizadas para descobrir quais carreiras jurídicas estarão em alta nos próximos anos. Saiba, abaixo, quais são elas:

As carreiras jurídicas em alta no mercado de trabalho

1 – Advogado de Contencioso Civil

É o profissional que resolve questões legais já em esfera judicial ou arbitral, portanto, deve saber lidar com grande volume de processos.

Essa carreira estará em alta porque a retração econômica fez com que aumentassem conflitos e cobranças, resultando em maior número de processos judiciais na área Civil.

2 – Advogado Eleitoral

direito eleitoral

Para atuar nessa área, o advogado deve possuir pós-graduação em Direito Público ou Direito Eleitoral.

mega petição

A demanda deverá ser maior esse ano por se tratar de um ano eleitoral. Questões como a Lei da Ficha Limpa, entre outras, farão com que os partidos e seus candidatos procurem assessoria jurídica especializada.

3 – Advogado de Relações Institucionais

acordo

Assim como o advogado eleitoral, o de Relações Institucionais também deve possuir pós-graduação em Direito Público ou Direito Eleitoral.

Sua função será fazer a interlocução entre Governo e empresas do setor público nesse ano em que deve ocorrer muitas mudanças legislativas.

4 – Advogado Trabalhista

direito do trabalhador

Esse profissional necessita ter pós-graduação na área trabalhista. O aumento da procura pelo advogado trabalhista se dá principalmente pela Reforma Trabalhista implantada recentemente.

A Reforma Previdenciária, com aprovação iminente, também irá demandar conhecimento do advogado trabalhista. Não somente advogados, mas dos demais profissionais que atuam com Recursos Humanos.

5 – Advogado Tributário

As empresas brasileiras necessitam cada vez mais de um especialista na área tributária, correndo o risco de prejuízos financeiros se não forem bem assessoradas.

Vale lembrar que esse profissional deve possuir como pré-requisito uma pós-graduação na área.

6 – Advogado de arbitragem

produtividade

Esse especialista em Direito Empresarial tem como função representar seus clientes na Câmara Arbitral, ajudando a definir as estratégias de condução do litígio.

Os processos de arbitragem são menos burocráticos, por isso estão na preferência das empresas. Como são preferidos pelas empresas, também deverão gerar mais demanda esse ano.

7 – Advogado de compliance

compliance

Esse profissional está em alta devido às novas práticas empresariais, evitando futuras sanções. O advogado de compliance deve estar atento para que os regulamentos internos e externos da empresa estejam de acordo com a legislação vigente.

Não precisa necessariamente ser advogado, mas é vantajoso possuir pós-graduação em compliance.

8 – Gerente jurídico

advogado areas
Profissional responsável pelo departamento jurídico das empresas. Deve possuir pós-graduação em direito empresarial, civil, trabalhista, tributário. Com a retomada de investimento e novas empresas no Brasil, esse profissional deverá ser altamente demandado.
O mercado de trabalho deve valorizar o advogado com capacidade de se comunicar com seu cliente de forma objetiva, clara e segura. Além disso, é necessário investir no aperfeiçoamento, especializando-se na área que pretende atuar ou que já está atuando.

Que tipo de educação os advogados precisam?


Após o término da faculdade de direito, os futuros advogados devem se perguntar qual área do direito pretendem seguir. O aluno precisa se perguntar quais são seus objetivos e onde desejam chegar no futuro.

Para isso, um futuro advogado precisará de um curso de graduação, bem como uma especialização certamente. Assim, poderá trabalhar dentro de empresas privadas ou no setor público e ser remunerado a altura pelo mercado de trabalho.

Para que tenham uma rede de contatos profissional, vale a pena fazer estágio com a supervisão de advogados já experientes. Assim, terá uma boa ideia do tipo de trabalho que quer realizar e qual pós–graduação cursar. E não se preocupe, não será necessário deixar o trabalho ou estágio para fazer uma pós-graduação, até porque existem cursos online, com certificação válida em todo o território nacional.